Verão em Oslo 2017

Filha mais nova de férias, impossível ficar em casa com tanta energia. Fomos então passar o dia em Oslo num programa bem simples e gostoso. Vem comigo!

Primeiro, a maior felicidade por andar de ônibus. De acordo com a filhota, essa foi a segunda atividade mais legal do dia. Da janela, reparamos que no terminal do ônibus havia redes! Eu dormiria ali fácil!

1- Descemos em Bjørvika, um dos locais mais lindos de Oslo. Tem um conjunto de apartamentos que são o cartão postal da cidade ( e também o meu sonho de consumo). Fica pertinho da Opera House e quase em frente a um Joe & the juice, uma lanchonete que adoro. Paramos para devorar um Avo Shake maravilhoso e um sanduiche spice tuna incrível. Era o que precisávamos para encarar as primeiras atividades do dia.

2- Barriga cheia, pé no mundo! Com um clima super convidativo lá fora, fomos caminhar no parque da Idade Média ou Middelalderparken.


Repare que beleza de apartamentos! Vistos do teto da Opera house é até mais bonito. O que kh são as maquinarias e materiais de construção por todos os lados. Oslo virou um canteiro de obras…


E o medo disso cair na cabeça de um?

Aviões por todos os lados, a minha paixão!

As ruínas da Idade Média

3-Em seguida, caminhamos pelos prédios estilosos. A galera não economiza na decoração mesmo!


4-Próxima parada: a fonte por trás do teatro nacional. Turista que se preze, tira uma foto com a fonte!

5- A caminho do cais Aker Brygge

6- Depois de muito explorar e brincar, o almoço no restaurante favorito o, o T.G.I Fridays..,

Acho tão bacana o cuidado que oscrestaurantes tem com o público infantil! No fridays, logo que chegamos recebemos o meny para crianças com refeições em porções mebires e portanto, mais barato. Além disso, no próprio meny há vários joguinhos e figuras para pintar com a canetinha que eles oferecem. O almoço foi salvo! No prato:Salmão ao molho Jack Daniel e saladinha…


7-Mais um pouco da área nobre, Tjuvholmen….

Transporte dos ricos e poderosos👇

8- Enfim, prainha!!!

Preparar…

Apontar…

Vai!!!!!!


Por hoje é só!

Imagens- Arquivo pessoal

Anúncios

Bom dia, Oslo:Portugal sem sair da Noruega e a Igreja Medieval de Oslo

Fim de semana passado aconteceu um evento gastronômico no Mathallen, uma espécie de mercadão de Oslo. 


Lá dentro há diversas lojinhas vendendo todo tipo de condimentos, frutas e verduras, bem como carnes e peixes. Também tem alguns restaurantes e lanchonetes espalhadas e a cada semana eles escolhem um tipo de país para homenagear. 



Nós fomos na vez da culinária portuguesa farejando o pastel de Belém que eu adoooro!! Porém, chegando lá a disputa foi tão grande que só consegui pegar estes três:


Não sei o nome, só sei que é bom!
Depois de muito bem alimentados, fomos passear pelas redondezas. Pausa no parquinho para agradar a criançada, claro!!!!!

E por fim, uma visita a igreja mais antiga de Oslo, a Gamle Aker Kirke.


É uma igreja medieval que acredita-se ter sido erguida em 1080. A arquitetura bem simples e austera, sem qualquer detalhe. Infelizmente ela estava fechada no momento, então jeito foi explorar o lado de fora.

Túmulos e uma vista fantástica da cidade:


  
Um dia ainda volto lá pra ver como é por dentro!!!

Super dica de turismo pra quem curte a arte de bem comer e de um pouco de história.
Imagens-Arquivo pessoal

God Morgen, Oslo: Outono no Vigelandsparke

No fim de semana passado recemos um casal de amigos aqui em casa e por isso passamos o sábado inteiro turistando.Para quem nunca veio aqui, fique logo sabendo, o Vigelandsparken é parada obrigatória. Se você veio a Oslo e não passou lá, então você nunca veio a Oslo, simples asssim.

O lugar é um jardim super amplo, cercado de estátuas esculpidas por um famoso artista norueguês, o Gustav Vigeland. Foi o primeiro lugar que conheci em Oslo na vez que visitei a Noruega em 2005.


Os nativos frequentam o local especialmente no verão, onde é possível juntar os amigos para um piquenique, churrasquinho ou apenas para pegar um sol.

Eu, como moro longe, visito o parque apenas quando guio meus amigos/familiares por aqui, coisa que acontece geralmente em um período mais quente. 

Por isso o meu espanto ao ver uma paisagem completamente diferente. Não havia as flores costumeiras, porém, as folhas amarelas decoravam o parque e dava o mesmo charme.

Como se não bastasse tamanha beleza, há também um parquinho para criança que salva as vidas dos pais.

Minhas pequenas se divertiram bastante!!!

Teve parada pra um rango e na volta pro carro, mais um pouquinho de Oslo…


É incrível como Oslo esconde lugares! Cada vez que passeio pela capital, encontro algo novo que nunca havia observado antes…

As calçadas tomadas de amarelo me encanta…

E por fim, olha só que graça!

Juro que não é pra criança, rsrs!!
Imagens- Arquivo Pessoal

God Morgen, Oslo: Parque Ekeberg

Domingo fez um lindo dia de outono, o sol marcou presença firme e forte de braços dado com um céu azul cinematográfico. Tenho pra mim que é assim porque os olhos não são acostumados com tons tão celestiais, de modo que cada céu azulado é algo a se comemorar.Por este motivo, o programa com a criançada teria que ser ao ar livre, em um parque, de preferência.
Pensamos em ir ao Frognerparken, famoso por suas estátuas e área verde. No entanto, aquele local não me agrada. É sempre muito cheia de turistas, o parquinho, além de perigoso para crianças pequenas ( as minhas tem entre 3 e 6), é um ambiente cheio de gente e muito estresse. Não é possível sentar-se na grama, relaxar e assistir a brincadeira pacificamente, nãooo. É pura tensão por medo de perder a criança na multidão, medo que ela se machuque ou magoe outras, não curto.Uma alternativa é o Ekebergparken.Eu costumo dizer que ele é a salvação para todos os males de um dia entediante.Ele tem verde, animais, playground, cafés, restaurantes, sorveteria, lagoas e um gramado perfeito para picnic e bronzeamento nos dias de sol.É um local que, apesar de também atrair muita gente, há diversas atividades que espalham um pouco esse povo todo. Os brinquedos são mais leves e há atividades para todos os gostos e bolsos.
Na primeira vez que lá fui, visitamos a fazendinha. Por algumas coroas norueguesas, é possível ter um contato maior com os animais, já que alguns circulam livremente pelo ambiente. Pavão, porco, galinha, vaca, bezerro, ovelha, pato, cavalo, coelho são os animais que me lembro ter visto. Além disso, há passeios de poney/cavalo e um café para descansar as pernas e forrar o estômago.

   

  

  

  

  

  

  

  

  

  

 

Do lado de fora, a imensidão. Vários parquinhos e um lago onde minhas meninas adoraram brincar. Foi uma delícia sentar-me na margem e assisti-las na maior farra com a água.
  

    
 
Como falei acima, há cafés e restaurantes do lado de fora também, só que o preço não é tão agradável. Por isso, levamos uma churrasqueira descartável, uns comes e lá fizemos um picnic. 
   
    
 
Foi muito relaxante conversar com minha amiga, ver as crianças se divertindo tanto, sentir o sol esquentar a pele, respirar o ar puro e receber a energia boa da natureza. Estou renovada!

Oslo me surpreende sempre!
Imagens- Arquivo pessoal

Ps.As fotos foram registradas em dias diferentes

Bom dia, Oslo

Eu não moro na capital, mas preciso estar nela pelo menos dois ou três vezes por semana. E o engraçado é que só agora, após 9 anos vivendo neste país é que pude realmente conhecer esta cidade com mais calma. 
   
    
   
A cada rua que entro, quando vejo uma escultura ou prédio interessante, me pergunto onde estava com a cabeça que nunca havia notado aquilo antes. Pra você ver o quanto o excesso de informações faz com que atentemos menos para os detalhes.
  
 
Agora, caminho por Oslo com olhos de turista, sempre parando para uma foto ou contemplação mais demorada.
   
    
    
    
 
Os registros da exploração eu deixarei aqui sob a categoria “Bom dia, Oslo” ou neste espaço próprio que fiz algumas semanas atrás.

Imagens- Arquivo pessoal