Atividades de Natal

Atividades de Natal

https://theiceparadisedois.wordpress.com/2018/12/17/atividades-de-natal/
— Ler em theiceparadisedois.wordpress.com/2018/12/17/atividades-de-natal/

Anúncios

O Progresso chega à Escandinávia

Temos pizza de chocolate!!!!

Do que adianta ser um país de primeiro mundo se só agora é que chegou a pizza de chocolate?Do que adianta ser um país maravilhoso em muitos aspectos, mas falta a pizza Romeu e Julieta, brigadeiro e de banana?

Minha gente, melhore!!!

Imagem-Dagbladet

Aconteceu!

Semana passada fiquei mega eufórica! Motivo: 

🇳🇴recebi minha cidadania norueguesa, êeeee!!🇳🇴

Já posso passar a usar o kit Norueguesa bitch, tá meu bem?!!

Entendedores entenderão


O mais assombroso de tudo foi a rapidez da entrega, em menos de 6 meses da requisição, recebi a cartinha da cidadania! Incrível! Ouço sempre o quão moroso é o processo, ainda mais com a quantidade de trabalho devido a entrada de tantos imigrantes nos meses que antecederam o meu pedido.

O que muda com o passaporte vermelhinho? 

Olha, nem é lá essas coisas, viver só com a permissão de residência já dá muitos direitos. Poréeeem, agora posso votar.Além disso, facilita bastante na entrada em vários países, principalmente se viajo sozinha.

Mas o motivo principal pelo qual fui atrás da cidadania é não ter que solicitar permissão de moradia a cada dois anos. Imagina os transtornos caso por um descuido, esqueço o prazo de renovação? Imagina ser impossibilitada de morar na minha própria casa por um ano? Ter que refazer o processo do zero, for god’s sake!Ficar longe das minhas filhas, de meu marido! Eu imagino que a vida vira de ponta cabeça e foi por uma dessas que minha amiga se livrou de passar. Eu comentei a ela esta notícia e isso a alertou para checar a data da própria permissão de residência. Não deu outra, estava atrasada tinha mais de um mês. Foi aquele auê e frio na barriga, mas ela resolveu a parada. Há benefícios que vem para o bem de outro alguém! Aí a alegria é dupla! 😄

E a vida, como anda?

A primavera bombando…

O primeiro churras do ano…

A graça de morar perto do aeroporto! Amo aviões!



Algumas manias nunca passam. Mais esmaltes baratinhos para minha humilde coleção.

Sejam bem vindas, bonitas!!!

Minha coleção. Não preciso de mais esmalte escuro na vida.

Vidrão poderoso, cor sóbria e elegante. Bateu a luz, aparecem brilhinhos avermelhados, um luxo!

Aker Brygge, melhor lugar de Oslo, abriga também o melhor Mojito da capital: fica no Asia, tá?


Após dias de sol, a neve chega inesperadamente…


Nós já havíamos mudado os pneus de inverno do carro para aqueles utilizados no verão (sem os preguinhos antiderrapante).Preferi não sair de casa, não era apropriado. Quem arriscou, acabou escorregando feio!

Essa é a primavera Escandinávia 


Todas as estações do ano em uma semana só!

Imagens-Arquivo pessoal

Desenho-Reprodução

Fase superada

Quando uma fase é superada:


Minha filha mais nova sempre teve medo de furar a orelha. Viu sua irmã mais velha encarar o procedimento duas vezes e não queria passar por isso, até que um dia bateu o pé desejando brincos reais.

Em um passeio no shopping, nos lembrou o que havíamos prometido e sentou-se destemida na cadeira do cabeleireiro. 1,2,3 e lá estava ela, segurando bravamente o choro, mas muito orgulhosa do mais novo par de brinquinhos brilhantes!

Só pra constar:

* Na Noruega não se é permitido furar orelha de recém-nascido. É um procedimento desnecessário, dolorido e perigoso para um ser que acabou de chegar ao mundo. Respeito antes de cultura ou necessidade de marcar que se trata de uma menina, né?

* Aqui esperamos a criança decidir quando ela está pronta para furar a orelha. A minha mais velha furou com seis anos e a minha mais nova, aos quatro e meio. Não teve traumas.

* Ao contrário do Brasil, que é na farmácia que se aplica o brinco ( pelo menos na minha época), aqui na Noruega é o salão de beleza que presta esse serviço.

A neve e seus últimos suspiros 

Nem só de esqui vive o escandinavo. Outras brincadeiras típicas também fazem a alegria da família. Os bonecos de neve, guerra com bolas de neve e lanternas de neve são algumas opções, sendo esta última a que nos ocupamos em fazer na manhã de sábado.

O sol estava presente mais uma vez, aquecendo e facilitando  minha vida, pois ficar fora de casa só em condições favoráveis de sobrevivência. E apesar da dificuldade em modelar as bolinhas, até que conseguimos um bom resultado… por algumas horas, pois a chuva que veio depois acabou por destruir nossa “obra de arte”. Aqui eu filmei o processo, pra guardar de lembrança…


E a seguir, alguns registros que aliviam o coração…


Não-é-cocô-ok?

O inverno é uma delícia, mas ver esse degelo, ahhh! É como desatar um sapato apertado! Significa muitos festejos que estão por vir! Não vejo a hora! Verão, vem pra mim!!!

Imagens-Arquivo pessoal

Apenas um dia qualquer de primavera

É mais claro e ensolarado, mas não quer dizer que tenha menos neve ou frio. A noite chega por volta das 19h e o dia, já às 6h. Já não preciso tanto do carro e até me arrisco em algumas caminhadas mais longas com Mr. Salsicha. 
Enquanto a cidade grande está assim…



Oslo, faculdade de ciências jurídicas



A roça onde moro ainda está assim 



A neve estava tão fofa que até arrisquei um boneco


Não é dos maiores porque não tenho coluna pra isso. Porém, tenho certeza que vai inspirar minhas meninas a tentarem um maior.

Falando em faculdade, terminei anteontem meu trabalho final. Simplesmente uma-semana-antes-do- prazo, para a surpresa de meus colegas de classe. A maioria nem começou. E lá fui eu explicar que eu tive que fazer tudo antes porque tenho duas filhas e não posso me dar ao luxo de me trancar em um quarto por uns 3-4 dias para escrever. Preciso contar que não tenho fins de semana disponíveis, que a escola pode fechar para dia de planejamento, crianças adoecem e etc. Tudo acontece quando se está com prazo curto. Além disso, eu preciso separar um tempo para a minha professora de norueguês revisar meus textos, né? Enfim, ter uma organização é tudo e eu aprendi a duras penas. Hoje, com a cabeça mais relaxada, fiz alguns outros deveres de casa, só que a apatia pós almoço me pegou de vez. Não contei conversa e vim aninhar-me embaixo do edredom. 

Pensei no dia atípico que eu tive ontem, um dia muito bacana e especial. Tenho uma colega de classe, uma norueguesa que eu conheci semestre passado. Acho que sentamos uma ao lado da outra duas vezes, mas a sintonia/química foi instantânea. Só que eu parei de frequentar as aulas porque elas passaram a ser publicadas em vídeos no site da universidade, de modo que perdemos o contato e nunca mais nos vimos. Este semestre, para minha surpresa, quem estava na minha aula obrigatória de criminologia? Ela mesmo! Incrível! 

Ai que ontem ela me chamou para tomar um café na minha cafeteria favorita e lá conversamos sem parar. Muitos foram os assuntos, de professores, matérias, trabalhos, profissões a família e relacionamentos. Eu me abri com ela sobre a minha dificuldade em relação ao norueguês acadêmico e ao mesmo tempo que me senti aliviada por tratar desse assunto com alguém além de meu marido, senti também um certo desconforto. É assim, eu aprendi que não podemos nos abrir 100% com as pessoas e ela, que eu não conhecia direito, sabia sobre minhas notas, de meus desafios e meus anseios profissionais( que também são os dela). Ora, eu até lhe passei todas as dicas para conseguir o trabalho que eu tinha no aeroporto!

É medo de ser usada, eu sei. Medo de me decepcionar mais uma vez, de levar uma rasteira e de me odiar por permitir que os outros me façam de besta. Tipo cachorro machucado, sabe? A pessoa vai dar um carinho, mas o levantar da mão, o pobre só lembra as porradas que levou.Eu sei bem..

Imagens- Arquivo pessoal

Os 50 tons 

Estou recebendo visitas brasileiras e a vida está de pernas pro ar.Só passeios turísticos e aquele lance de fazer com que meus convidados se sintam no Ice Paradise. É pra fazer jus ao 1kg de chocolate branco que eles me trouxeram, olha só…



Ontem foram embora logo 5 de uma vez. 

Cada um tem sua forma de ter prazer, não é verdade? Em uma sala de cinema na cidade de Fredrikstad, por exemplo, após uma sessão dos Cinquenta Tons Mais Escuros, pepinos foram encontrados no chão:


Encontrados na sala 3 depois da sessão das 23 horas de Cinquenta Tons Mais Escuros. Entre em contato se você quer tê-los de volta.”

Notícia daqui.

Ao menos eles ainda estavam plastificados, rsrs!
E ai, vai uma saladinha?

Imagem-1.Arquivo pessoal;2.Reprodução.