Eu tenho uma filha de 8 anos!

 * Referente ao seu aniversário dia 9/10/17
Jujubinha, Juliana, Juju, Juliabúlia, Jujuzinha… você chegou em 2009, mas desde 2004 eu já sabia do teu nome. Veio de supetão, eu demorei a te aceitar dentro de mim porque pensava que era cedo demais. A verdade é que eu estava com medo de virar adulta, de ser responsável por uma vida e por todo amor ou dor que pudesse me causar.

Depois que ti vi na ultra, meu coração pulou, tal qual a canção do Roupa Nova. Meses depois, com apenas 35 semanas, deste o ar da graça em um mundo novinho em folha. Foi um início difícil como é para todas que experimentam a maternidade pela primeira vez. Mas o tempo foi passando e você me ensinando como ser uma mãe. 

Sempre engraçada, bem humorada e forte, nunca chorou por besteira. Independente, destemida, participativa e um coração de ouro que sente por aqueles as quais nossos olhos de adulto já se acostumaram. Pedintes, animais, quem quer que precise, você está ali, com uma palavra doce ou um soprinho mágico pra curar o dodói.

Você é carinhosa e adora ser a menininha da mamãe, mas não titubeia quando precisa botar gente pra correr. Aos 8 anos, você gosta de dançar, de fazer estrelinha e todo tipo de exercício corporal que te desafie. És uma ginasta genuína, daquelas que anda pelas ruas dando pulos e cambalhotas causando espanto nos passantes. Tá na fase do Pokemon e coleciona Pokemoncards de toda espécie. Não curte bonecas, a não ser no papel, para desenhar-lhes modelitos diversos. Ama usar meus saltos, ama fazer roupas e vestidos com os lençóis. Me vejo em você, meu amor!Me esforço o quanto me é possível para te proteger de uma parte do mundo que não te merece. Tenho orgulho do doce de menina que você é e sou muito feliz por te ter em minha vida. Parabéns!!!!


Imagem- Arquivo pessoal

Anúncios

Uma breve atualização

A vida anda corrida. Veja você que o ano nem acabou e eu já tenho planos para depois. Eu nunca vivi com tanta pressa e mediante tantos acontecimentos de uma vez. Primeiro, veio as férias de outono e aproveitamos a oportunidade para cair no mundo. 

Imagem: Arquivo pessoal
Itália foi o destino escolhido, espero que eu consiga escrever sobre esta viagem ainda em 2017! Tem a mudança e reforma daqui de casa. Isso merece um post a parte e eu espero fazê-lo o mais breve possível porque é assunto que quero registrar como lembrança. Teve o aniversário de 8 anos da minha mais velha e eu se quer coloquei uma notinha carinhosa aqui no blog.


Imagem: Arquivo pessoal 

Tem os estudos a todo vapor, provas em breve, segura esse tchan! Tem a organização da festinha da minha filha e desta vez, espero conseguir postar. Por fim, o chá de bebê de minha concunhada pra organizar. Isso sem esquecer os aniversários, os eventos na cidade e tanta coisa legal que acontece durante este período do ano!!! O blog vai ficando pra segundo plano, mas é por uma boa causa. A dieta continua de vento em popa.

Imagem: Reprodução

 4 meses sem açúcar, massa ou carne. 17kg já foram embora (😱) e agora, só -7kg pra chegar na minha meta. Sabe quando foi a última vez que tive meu peso atual? Em 2010!!! 7 anos de acúmulo e em apenas 4 meses, foi tudo resolvido. Todos já notam a diferença e é uma delícia ver a cara de espanto daqueles que duvidaram de mim. Nunca vou esquecer a foto do bolo de chocolate que me mandaram na maldade, bem meu período de abstinência. Nunca vou esquecer aqueles que tentaram colocar areia no meu sonho. 


Imagem: Reprodução

Da mesma forma que me apareceu pessoas de personalidade duvidosa, eu preciso agradecer a aqueles que vieram pra ajudar. O meu marido é uma dessas pessoas, um super incentivador que fez de tudo para que eu comparecesse aos treinos diariamente. Tem também uma amiga que tá na mesma vibe que eu. A gente troca idéia, informações, divide os desesperos, dificuldades e torcemos muito uma pela outra. Pripri, muito obrigada por fazer parte dessa história você também!! Nunca vou esquecer o teu incentivo e força!

No mais, outonão bombando e o inverno promete chegar em breve


MEDAAA!!!

Bom, acho que fiz um resumo informativo dos últimos acontecimentos. Agora, vou me atualizar dos blogs amigos😉💋

A Chata da Dieta

Eu já havia lido em algum lugar o quanto as pessoas ao nosso redor podem ajudar ou simplesmente minar uma dieta. Se comida une pessoas, imagine bebida. Uns bons drinks tornam meros estranhos em melhores amigos, fato. Por isso, quando um dos nossos recebe um chamado e procura levar uma vida mais saudável é logo criticado e crucificado, chamado de tolo ou doente, manipulado de todas as formas para comer ao menos um pedacinho daquele bolo de chocolate açucarado e coberto por leite condensado em forma de brigadeiro.


Ei, você que faz esse tipo de coisa, você é a chata da dieta. Pare, reflita e tenha compaixão. Reconheça que você nada sabe sobre a vida daquela pessoa que decidiu tão corajosamente mudar de vida e que luta todos os dias contra tentações. Você não sabe que aquela pessoa quase chegou a 100kg ou se já pesa mais que isso, você muito menos imagina que aquele ser humano tinha cefaléias diárias por conta da comida gorda e do sedentarismo. Aquela pessoa, sabe Deus se estava com os dias contados para um infarto ou qualquer doença malígna causada pelo sobrepeso. VOCÊ NÃO SABE QUE AQUELE PEDACINHO DE BOLO QUE VOCÊ INSISTE EM OFERECER PODE LEVAR TUDO A PERDER. Pode fazê-la desistir.Não é que o pedacinho engorde horrores, é o que vem depois:o vício no açúcar e na farinha.

Não é fácil estar nessa posição. A galera tem a maior simpatia por quem decide largar as drogas, apoia quem vai pra Rehab ou encontros do AA, mas faz pouco de quem tá de dieta sem um motivo relevante. Eu me recuso a esperar a diabetes chegar pra mudar de vida. Sinceramente eu decidi não me abrir tanto sobre isso justamente porque se a pessoa sabe que você está de dieta, faz de um tudo para você voltar atrás. Muito diferente de dizer que não quer aquele pedacinho de bolo porque acabou de sair de um rodízio de pizza e devorou 19 fatias, incluindo uma pizza de chocolate. Nesses casos respeitam sua decisão.

Pra você que é o chato da dieta, simplesmente PARE. Não é não!Pra você que tá na luta, força! Não se abra muito sobre seu novo estilo de vida, pelo menos no começo, quando ainda estamos fragilizados. Já tenho 1 mês de reeducação alimentar/treinos, 5kg a menos e ó,  é cada tentação inacreditável que chega a ser maldade com um ser humano que só quer evoluir. O bom é que depois de cada momento resistido com bravura, me vem mais força pra continuar. São batalhas que vamos vencendo, mas que seria tão mais fácil se o ser humano respeitasse a decisão do outro! Não pode ser tão difícil, né? Afinal, não estou insistindo por uma porção de salada de frutas, embora fosse muito simpático ter esta opção (hohoho), só estou pedindo respeito.

À uma adolescente de 70 anos

Ontem minha mãe fez 70 anos e posso afirmar que nunca a vi tão feliz e radiante como nos últimos meses. Acho que ela está tendo merecidamente a melhor época de sua vida. Isso porque teve uma infância difícil com um pai extremamente violento. Sua adolescência/início da fase adulta também havia muito controle, apesar de que ela bem curtiu bastante para a época.Ai veio a faculdade, preocupação com a carreira, um casamento/aprisionamento e os filhos. Veio a perda de um filho de 4 anos, um trauma para a vida toda. Veio o câncer de mama, veio a descoberta de uma traição, veio sofrimento e perseguição por anos. E veio ao fim dos 60 anos a carta de alforria que ela não queria dar: a separação. De início, sofreu. Parecia que a vida não tinha sentido, a casa estava vazia demais sem os filhos crescidos e o marido. Ela viajou. Conheceu o mundo e conheceu a si mesma, reconheceu que nessa vida não detemos o controle. Ela se permitiu viver. Se pôs bonita nos tratamentos estéticos, arranjou uma thurma pra chamar de sua e não passa em casa nos fins de semanas. Na verdade, a casa virou seu santuário, local onde cura sua ressaca e se prepara para a próxima aventura. Falando com ela ontem, eu pude perceber aquela felicidade sincera e debochada quando ela me disse que havíamos trocado de papéis: eu agora era ela antigamente ( preocupação com a carreira, filhos, responsabilidades, marido e o pacote todo) e ela era aquela Nara adolescente, sem preocupações e com um bilhão de amigos curtindo muito uma vida tão feliz. 

Sim, Mãe, você pode dizer que ao longo dos teus 70 anos finalmente você pode viver tranquilamente e curtir muito, sabendo que tudo que você fez para nos educar e proteger não foi em vão. Eu agradeço por todo o amor incondicional e por estar sempre ao meu lado, me orientando e guiando quando a falta de experiência de vida me colocava em becos sem saída. Você é incrível!!!


Parabéns!!!!
Imagem- Reprodução

Aprovada

Depois de muito choro, noites insones e de visitar o site da universidade a cada 2 minutos desde às 7h da manhã, não consigo segurar a emoção por essa pontuação suada:


EU PASSEEEEEEIIIIIIIII!!!!!


Dedico esse Oscar a meu boy, que suportou meu mal humor e me confortou nos momentos de insegurança! Que venha o próximo semestre, que eu vou chorar tudo de novo, hahaha!!!!

Quando chove…

Eu me sinto como uma rainha. Mandei as crianças para escola e me permiti dormir até as dez. Nem me lembro a última vez que fiz isso. Tomei um café da manhã demorado, fiz algumas poucas atividades domésticas e me perdi no primeiro capítulo de Introdução à Sociologia. É matéria do próximo semestre e como não quero passar aperto, vou adiantando a coisa. Depois, passeei com meu dog, tomei banho de chuva e senti o perfume verde que só quem mora no meio do mato pode entender.

Por fim, deitei na cama quentinha com um belo sorvete em mãos. Foda-se que engorda/faz mal/ aiiii o açúcar!!Ladeada por meu dachs, a calmaria.Eu chamo isso de felicidade.


Imagem- Reprodução

E o que caiu na prova?

Minhas lágrimas.Arrasadaaaaaaaa. Acabei de sair da sala e o sentimento não é dos melhores. De 5 questões, poderia escolher 3 pra responder. Uma das 5 eu não lembrava de ter lido o texto. O resto, eu só tinha uma noção geral sobre o assunto. Espremi meu cérebro no máximo que me foi possível e cada pergunta foi respondida sem profundidade. Ter fracassado outras vezes faz a gente não se apegar a falsas esperanças. E não é querendo ser negativa, mas eu acho que eu tomei no koo nessa prova de hoje, a mais importante de todas. Também não quero ser radical nem nada, mas acho que vou buscar outros horizontes, quem sabe na praia vendendo minha arte, das coisas que a natureza dá pra gente?
Prova dos inferrrrrrno! 😢

Pausa pra um texto incrível

“…A apresentadora, que sempre fez questão de priorizar a carreira apesar do conservadorismo do marido – que, segundo consta, “não gosta que a esposa se exponha” (pffff) – manteve-se em silêncio acerca do escândalo no qual ele se envolvera e tomou providências quanto às críticas em suas páginas nas redes sociais: diz-se até que contratou alguém só para apagar os comentários negativos.
Sábia. 


Ninguém merece queimação de filme pelas cagadas do marido. A gente fica só com a parte boa: o apartamento em Nova York, na Baía de Guanabara e os investimentos nos programas culinários de gosto duvidoso.

Segue ela o bom exemplo de Marcelinha – bela, recatada e do lar – que gasta doze milhões no cartão coorporativo com o maridão – sim, cada centavo saiu do seu bolso, nobre “contribuinte” – e depois, num vestido branco singelo, fala em salvar nossas criancinhas.
Ou de Claudia Cruz – Bela, recatada e dólar – que gastou tubos de dinheiro imundo na Suíça e até hoje não prestou contas a Sérgio Moro.
Certamente já está com os olhos menos arregalados a esta altura…

Arregaçooouuu!!

Morreeendo de rir com tamanha acidez hahahahaaaaaa!!!! O texto completo, você lê aqui !

Inveja do tempo alheio

Veja a nossa situação. Noite de sábado, crianças dando aquele trabalhinho para dormir, nós dois exaustos, conversando na sala. Papo vai, papo vem, entre relatos cômicos do dia e autopiedade rolando solta, meu boy me conta em tom de deboche que a irmã passou o sábado em um encontro com os irmãos do seu cachorro. 


Estavam a mamãe cachorro, o papai cachorro e a ninhada inteira, uma turma que havia completado 1 aninho. Revoltante. Nós dois não temos tempo nem para nos encontrarmos na mesma casa sem abrir a boca um na cara do outro, imagine encontro. De cachorros. 


Parece um mundo paralelo, sabe?Tem gente que realmente se presta a isso, podendo estar com os amigos ou mui absorta dentro de uma leitura interessante. Ou encarando uma maratona de netflix, ou…mas peraí! Estamos invejando o tempo alheio ou é impressão minha? Acho que sempre tivemos esse comportamento. Eu, de minha parte, criticava mentalmente quem se prestava a esquiar aqui na vizinhança e achava um absuuuurdo quem gastava o tempo com aqueles livrinhos de colorir da moda. Os vizinhos aposentados, que passam o dia no crochê ou na jardinagem, “afff! Pra quê isso! As flores morrerão todas daqui dois meses mesmo!”Tudo porque essa galera usa o tempo que eu não tenho pra fazer coisas que eu não gosto. Lembrei que eu mesma, na época de solteira, curtia muito caminhadas na praia. Fazia isso quase todos os dias, da praia do forte até areias pretas, sem música pra acompanhar, heim?!Também fazia bijus horrendas, daquelas que só quem produz dá valor e tem coragem de usar. Isso sem falar os livros e filmes. Pra muita gente deve ser uma abominação gastar tanto tempo com isso. 

Hoje não existe tanto tempo e quando ele aparece, cadê a energia? É por isso que ao nos depararmos com gente curtindo a vida de um modo tão diferente do nosso, dá inveja. Vida de pai e mãe de criança pequena é isso ai mesmo.