36


Dia de receber carinho. Dia de perceber o quanto sou querida e o quanto as pessoas se importam comigo. Dia de perceber o tanto de gente bacana que faz parte da minha vida. 


Eu acordei com minhas filhas cantando “parabéns pra você”. Meu marido veio em seguida com um bolo fit, bolo este que comi em desespero logo duas toras de uma vez! Voltei pra comemorar meu dia na cama, com uma soneca de 40 minutos. Um luxo!Depois, um lanche rápido e partiu casa da minha BFF. Não é a toa que ela me é especial. A fia fez um jantar/ festinha de aniversário pra mim com bolo, presente e tudo!


Eu nunca esquecerei a gentileza e o carinho dela por mim.Nunca!

Pra fechar o dia com chave de ouro, o treino na academia, já que amanhã não poderei marcar presença. Depois, jantar das meninas, um tapa da cozinha, rotina da hora de dormir das pequenas. Muitas mensagens de todos os lados.  Um dia tão lindo, não pode acabar assim. E nem vai, permanecerá na minha memória e neste post, antes que o dia acabe.
Imagens- Arquivo pessoal

Anúncios

Nem flores, nem espinhos

Estou a um dia de meu aniversário. Não sei se isso se chama de inferno astral ou se é uma sensibilidade exacerbada causada pelos hormônios brincalhões, eu só sei que tenho andado azeda. E pra completar, o mundo não colabora.Primeiro, um senhor que malha comigo. Eu treinando linda na maquininha de step e de repente sou interrompida.

👱‍♀️: O quê , senhor?

🗣:Dá pra você parar com essa máquina! Tá fazendo um barulho horrível, eu não aguento mais!!!!!!!

Eu fico sem ação. Não teve por favor ou obrigado, apenas um puta cara arrogante que por certo acha que o mundo gira em torno de seu umbigo. Eu sou uma pessoa muito compreensiva quando se trata de barulhos irritantes, ora, eu mesma não tenho misofonia?!!Só que, educação em primeiro lugar! Que culpa tenho eu se a máquina irrita? Nessas situações, apenas três alternativas:

Alternativa 1)vai embora da academia mais cedo

Alternativa 2) usa a p*rra de um fone de ouvido

Alternativa 3) vem pedir o favor na humildade, dizendo por favor e obrigado, muitos sorrisos amistosos, afinal, estou parando o meu treino por você, seu filho da p*ta. Não. O cara deu as costas e foi treinar do outro lado da academia, como se fosse o pica das estrelas. O sangue ferveu. A brasileira louca deu um grito perguntando se tava bom agora que eu havia trocado de aparelho. O fio de repente ficou surdo, fez a egípcia. Eu fui lá nele e perguntei:

 😡:tá bom agora que eu mudei de máquina?

🗣:

😡Eu disse: próxima vez vê se usa um fone de ouvido, porque não é sempre que quero mudar de máquina. 

🗣O filho da p*ta: NÃO!

😡:pois então fale com o dono da academia, não comigo! 

Sai marchando de volta, quase tremendo, Rosana. Desde então, o fio me encara todas as vezes que estou treinando. Minha cara de koo é gigantesca e ele passa por ela com peito inflado, como se fosse o dono da p*rra toda. E eu, só observando, sedenta por um fight. Eu num digo é naaaada…

A Chata da Dieta

Eu já havia lido em algum lugar o quanto as pessoas ao nosso redor podem ajudar ou simplesmente minar uma dieta. Se comida une pessoas, imagine bebida. Uns bons drinks tornam meros estranhos em melhores amigos, fato. Por isso, quando um dos nossos recebe um chamado e procura levar uma vida mais saudável é logo criticado e crucificado, chamado de tolo ou doente, manipulado de todas as formas para comer ao menos um pedacinho daquele bolo de chocolate açucarado e coberto por leite condensado em forma de brigadeiro.


Ei, você que faz esse tipo de coisa, você é a chata da dieta. Pare, reflita e tenha compaixão. Reconheça que você nada sabe sobre a vida daquela pessoa que decidiu tão corajosamente mudar de vida e que luta todos os dias contra tentações. Você não sabe que aquela pessoa quase chegou a 100kg ou se já pesa mais que isso, você muito menos imagina que aquele ser humano tinha cefaléias diárias por conta da comida gorda e do sedentarismo. Aquela pessoa, sabe Deus se estava com os dias contados para um infarto ou qualquer doença malígna causada pelo sobrepeso. VOCÊ NÃO SABE QUE AQUELE PEDACINHO DE BOLO QUE VOCÊ INSISTE EM OFERECER PODE LEVAR TUDO A PERDER. Pode fazê-la desistir.Não é que o pedacinho engorde horrores, é o que vem depois:o vício no açúcar e na farinha.

Não é fácil estar nessa posição. A galera tem a maior simpatia por quem decide largar as drogas, apoia quem vai pra Rehab ou encontros do AA, mas faz pouco de quem tá de dieta sem um motivo relevante. Eu me recuso a esperar a diabetes chegar pra mudar de vida. Sinceramente eu decidi não me abrir tanto sobre isso justamente porque se a pessoa sabe que você está de dieta, faz de um tudo para você voltar atrás. Muito diferente de dizer que não quer aquele pedacinho de bolo porque acabou de sair de um rodízio de pizza e devorou 19 fatias, incluindo uma pizza de chocolate. Nesses casos respeitam sua decisão.

Pra você que é o chato da dieta, simplesmente PARE. Não é não!Pra você que tá na luta, força! Não se abra muito sobre seu novo estilo de vida, pelo menos no começo, quando ainda estamos fragilizados. Já tenho 1 mês de reeducação alimentar/treinos, 5kg a menos e ó,  é cada tentação inacreditável que chega a ser maldade com um ser humano que só quer evoluir. O bom é que depois de cada momento resistido com bravura, me vem mais força pra continuar. São batalhas que vamos vencendo, mas que seria tão mais fácil se o ser humano respeitasse a decisão do outro! Não pode ser tão difícil, né? Afinal, não estou insistindo por uma porção de salada de frutas, embora fosse muito simpático ter esta opção (hohoho), só estou pedindo respeito.

Inveja do tempo alheio

Veja a nossa situação. Noite de sábado, crianças dando aquele trabalhinho para dormir, nós dois exaustos, conversando na sala. Papo vai, papo vem, entre relatos cômicos do dia e autopiedade rolando solta, meu boy me conta em tom de deboche que a irmã passou o sábado em um encontro com os irmãos do seu cachorro. 


Estavam a mamãe cachorro, o papai cachorro e a ninhada inteira, uma turma que havia completado 1 aninho. Revoltante. Nós dois não temos tempo nem para nos encontrarmos na mesma casa sem abrir a boca um na cara do outro, imagine encontro. De cachorros. 


Parece um mundo paralelo, sabe?Tem gente que realmente se presta a isso, podendo estar com os amigos ou mui absorta dentro de uma leitura interessante. Ou encarando uma maratona de netflix, ou…mas peraí! Estamos invejando o tempo alheio ou é impressão minha? Acho que sempre tivemos esse comportamento. Eu, de minha parte, criticava mentalmente quem se prestava a esquiar aqui na vizinhança e achava um absuuuurdo quem gastava o tempo com aqueles livrinhos de colorir da moda. Os vizinhos aposentados, que passam o dia no crochê ou na jardinagem, “afff! Pra quê isso! As flores morrerão todas daqui dois meses mesmo!”Tudo porque essa galera usa o tempo que eu não tenho pra fazer coisas que eu não gosto. Lembrei que eu mesma, na época de solteira, curtia muito caminhadas na praia. Fazia isso quase todos os dias, da praia do forte até areias pretas, sem música pra acompanhar, heim?!Também fazia bijus horrendas, daquelas que só quem produz dá valor e tem coragem de usar. Isso sem falar os livros e filmes. Pra muita gente deve ser uma abominação gastar tanto tempo com isso. 

Hoje não existe tanto tempo e quando ele aparece, cadê a energia? É por isso que ao nos depararmos com gente curtindo a vida de um modo tão diferente do nosso, dá inveja. Vida de pai e mãe de criança pequena é isso ai mesmo. 

Dá ou não dá medo?


Minhas duas gravidezes não foram planejadas. Da primeira, era só pílula. Da segunda, pílula e camisinha. Agora, tem 5 anos que uso DIU com sucesso. Troquei há pouco tempo e hoje estou sofrendo um combo de enxaqueca com cólica menstrual.DIU de cobre, não tem como fugir dos efeitos. Melhor assim. Só não quero surpresas, heim??
Imagem-Reprodução

Velocidade 5 do créu

Tive dias bem intensos. Entre mini viagens, finalização do meu trabalho da faculdade, comemoração do aniversário da minha filhota, aniversário de amigos e visitas indesejadas, o fato é eu ando exausta. A dieta já foi pro espaço, academia tem 1 semana que não faço e para a outra matéria da faculdade, eu se quer abri o livro.


 O mundo parece que está na velocidade 5 do créu, com todos querendo o meu corpo nú e eu querendo atender todo mundo, sem conseguir ter um tempo de qualidade para mim mesma.

Eu me pergunto quando chegará a época em que me jogarei no sofá e lá ficarei em uma maratona de séries e filmes? E meus livros, quando os lerei finalmente? Quando é que terei tédio por não ter algo pra fazer? Acho que vou parar de dormir, quem sabe eu consigo?Ou é o tipo da coisa que só vem com a aposentadoria? 

Pior é que esse excesso de informações faz de mim uma pessoa esquecida. É possível uma pessoa perder uma carteira duas vezes em uma semana? Pois é, a minha está perdida no momento. Da primeira, deixei em um ônibus, apressada que estava para chegar a tempo ao encontro do meu orientador.Ele iria avaliar meu trabalho e isso me deixou uma pilha de nervos. Só dei falta da bolsa quando fui comprar um café, pois aquele que eu havia feito em casa, ficou esquecido na bancada da minha cozinha.Foda! Carteira de habilitação, cartão de crédito, da universidade, da academia, a porra toda lá dentro! Que ódio!!!!!!

Eu preciso desacelerar, preciso, preciso!!!!
Imagem- Reprodução

Miss Brasil 2000 …e dezesseis

Assistindo a coroação da nova miss Brasil 2016, viajei a meu passado.


Miss Brasil 2016-A mulher é simplesmente maravilhosa

Ser alta tem suas vantagens. Se nas fotos eu era geralmente colocada atrás de todo mundo e na sala de aula, só pegava carteira no fundão, o lado bom é poder assistir um show sem cabeças que me tomem a visão. Também já treinei volley de graça em um clube famoso de minha cidade (como se o fato de ser gigante estivesse atrelado a habilidade esportiva). Pra não dizer que fui tão mal, cheguei a ganhar uma medalha de ouro, mérito das outras jogadoras baixinhas, claro.

O mesmo aconteceu quando tinha por volta dos 16. Encasquetaram que eu poderia ser modelo e lá fui eu fazer o curso. Não passou muito tempo e um missólogo me chamou para participar do Miss Rio Grande do Norte 99. Caralho, já vai fazer 20 anos????😱

😒”Pois muito que bem“, disse minha mãe bem franca. “Ela pode participar desde que eu não gaste um tostão“. 

E lá fui eu tapar buraco de cidade avulsa sem miss, desprovida de qualquer conhecimento de passarela e muito menos de mundo, usando roupas de gala emprestadas e tudo de terceira mão.


Era bem assim

Ao contrário da minha pessoa, a Miss Natal, loira maravilhosa estilo recatada e do lar, era patrocinada por loja de madame e só vestia do bom e do melhor. Na cara que era jogo de cartas marcadas, se você me pergunta. A concorrência era desleal e o fato de ter o próprio maquiador/ cabeleireiro mostrava que ela não estava de brincadeira.

Nos dias que antecederam o evento, nos internamos em um hotel badalado. Essa parte eu me lembro que curti bastante, era uma maratona entre salão de beleza, treinamento, passeios para fotos, divulgação, visita a canais de tv, parada obrigatória na prefeitura e tantos outros compromissos que fazem parte da agenda das embaixadoras da paz mundial.


Recorte do jornal guardado pra mostrar para os netos, hahaha

No dia do concurso, me fizeram um penteado de naja que já tirava de mim qualquer chance de ganhar para rainha do milho, que dirá um concurso estadual. 


Tipo assim multiplicado por três

Dai que indo em direção ao microfone para me apresentar, com toda a minha graça, elegância e malemolência, é claro que quase tropeço feio na frente da cidade inteira. Me recompus rapidamente, apresentei-me conforme combinado e depois, o concurso seguiu sem maiores emoções, tirando apenas o fato de que cheguei somente ao top 15. Fiquei arrasada, sem saber que aquela derrota na verdade era a melhor coisa que me havia acontecido. Imagina se eu fosse para o quadro das perguntas? O que uma adolescente de 16 anos tem a dizer a respeito da vida e outras questões tão profundas que nem hoje nos meus 34, consegui achar respostas? Fora que eu nem havia lido O Pequeno Príncipe.

A vencedora do Miss Rio Grande do Norte 99 foi a Miss Natal ( ohhh, que surpresa!!), porém, ela acabou perdendo a coroa por ser menor de idade. Ou seja, né! Deu merda no fim.

Brincadeiras a parte, apesar de ter curtido a experiência de saber como um concurso desses funciona, não é o tipo da coisa que mais tenho orgulho na vida. Isso se deve porque, se você parar pra pensar, a coisa é muito bizarra. Como é que se pode escolher uma pessoa para desempenhar um papel de boa samaritana envolvida com trabalho social, se ela é escolhida pelo tamanho de sua coxa?Tão maluco e sem noção quanto as fias que postam foto de decotão com legenda recheada de trechos bíblicos.Simplesmente não orna.Que tal um pouco de honestidade? A fia tá ali porque pensa numa carreira internacional, na possibilidade de virar atriz, cantora, apresentadora ou pelo menos arrumar um bom casamento.


Arrasô, miga!Não conseguiu o Miss Universo, mas catou o doidinho do KLB👍🏼👌🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼

Em suma, me é estranho essa coisa de eleger alguém como o mais belo corpo e mente do mundo sem um propósito maior que este. Foi uma experiência interessante, mas não é algo que eu incentivaria minhas filhas. Eu prefiro que elas sejam reconhecidas por outros talentos, por possuírem mentes brilhantes e  que se destaquem em suas áreas de trabalho. Que sejam meninas independentes de homens e da pressão pelo corpo perfeito.Que sejam livres e felizes, that’s all.
Imagens- Reprodução

Aconchego de uma tarde amarela

O dia começa assim:


Não preciso madrugar para dar tal flagrante. É por volta das 7 horas da manhã que o espetáculo acontece.

Estamos na Høstferie, as férias de outono. Dura apenas uma semana e nela as crianças estão liberadas da escola para curtirem atividades da estação. Como aqui nem eu nem meu boy tivemos férias, nossas pequenas ficarão em suas respectivas escolinhas com um grupo de atividades recreativas chamada SFO. Assim, quando voltei pra casa, estava tudo muito silêncioso.

Não sei o que amo mais



O sol forte entrando pela minha janela, o dog de um lado e uma manta quentinha da outro. 

A casa tão pacífica e eu, preguiçosamente fiquei na cama refletindo sobre o dia de hoje. Saí as pressas pra Universidade e no nervosismo por tentar evitar um possível atraso, acabei por esquecer meu café em casa e minha carteira no ônibus!!! Sorte que eles encontraram, guardaram e meu boy já a recuperou com sucesso.

Também fiquei recapitulando uma conversa com meu professor de filosofia. Fui encontra-lo para que ele avaliasse meu trabalho sobre Platão. Ele, sabendo que sou brasileira, fez alguns questionamentos sobre o Brasil, entre eles o preconceito com a cor da pele e se eu era católica. Eu respondi que apesar de ter nascido em um lar religioso, tinha o catolicismo mais como cultura do que como religião, pois não era católica praticante. Ele asquieceu com a cabeça e continuou a leitura do meu texto, enquanto eu passeava os olhos pela sua biblioteca farta em exemplares diversos. Percebi que entre obras filosóficas, havia uma parte era composta por livros religiosos, o que imaginei fazer parte de algum curso ou de seu interesse como estudioso. Não me contive e o questionei sobre o que ele acreditava.  Ele respondeu que acreditava em Deus e era ativo na Igreja Ortodoxa. Meu queixo só faltou cair no chão, coisa que ele notou e me disse que dava super certo ser religioso e filósofo ao mesmo tempo.

Não é que eu me espante por sua crença em Deus, eu mesmo acredito nessa força superior que traz esse sol lindo, por exemplo. O que me admira é o ser ativo em uma instituição, acreditar naquele quadradinho que é ensinado como verdade absoluta depois de contato com tantos pensadores e teorias diversas. Achei que escutaria mais uma teoria conspiratória ou algo bem Descartes de ser, no entando, o que me veio foi o tradicional. Interessante essas ironias da vida. Bom pra refletir.
Imagem-Arquivo pessoal