Diário de Bordo: Los Angeles, USA

Viajar para os Estados Unidos é aquele desafio. Vôo longo, com crianças, eu diria que não é a coisa mais relaxante do mundo. Porém, a Norwegian me surpreendeu com o conforto e quantidade de entretenimento a bordo. As 11h de vôo passaram tão rápido que eu se quer consegui assistir toda a série norueguesa Lilyhammer ( aliás, recomendo fortemente! Tem muito do Brasil nela, muito do Rio e de nossa cultura! Amey!!). Já tenho programinha pra volta, muito bom!!

A cidade:

Eu estava tão focada nos exames finais que não pesquisei sobre a cidade. Não sabia que era imensa, não fazia idéia do trânsito caótico e principalmente, nem havia atentado para o fuso. 9h de diferença. Parece pouco, mas na prática é isso aqui:

Eu durmo picado. Acordo às 1h, durmo um pouquinho, depois acordo de novo e o mesmo fazem as minhas meninas. Resultado disso é que eu nunca tenho energia completa durante o dia e às 16h eu já quero desmaiar com força na cama.

Outro fato interessante, é que como bem menos. Apenas o café da manhã e o almoço, porque na hora da janta meu corpo não pede alimento. Ao menos um lance positivo com o tal de Jet lag, né?

O hotel

Entre o conforto de localização difícil e o desconforto no meio do centro, qual é o melhor? Eu não sei pra você, mas estando com crianças, para mim, o conforto é fundamental. Foi por isso que escolhemos ficar na Embassy Suites em Downey. Era um local muito tranquilo, suítes bem equipadas com uma mini cozinha, oferta de café da manhã, lazer com piscina e academia de ginástica. Além disso, todos os dias é servido uma mesa com lanches e petiscos juntamente com bebidas. Preciso mais de que?

O reencontro

Chegamos dia 12 à noite e no outro dia fomos buscar meus familiares no aeroporto. Minha mãe, meu pai, irmãos, cunhados e sobrinhos, ao todo uma turma de 9 pessoas.

Eu fiquei imensamente feliz por tê-los reencontrados e a verdade é que apesar de ter passado 1 ano de nosso último encontro, parecia que havia sido semana passada a última vez que os tinha visto.

Fomos celebrar em um restaurante colombiano maravilhoso e agora é a hora de ostentar:

Comi dois pratos de feijão pra dar sustança!

Terminamos nosso dia com uma passada na Target pra comprar lanches e bebidas. Tive que me segurar diante da seção de cosméticos e vestuário porque eu já tenho o suficiente. É fechar os olhos, respirar fundo e seguir em frente!!

O trânsito

No caminho pra casa, um trânsito de chorar. Se você vem pra Los Angeles, evite os horários de pico, acorde mais cedo e saia, que é pra não correr o risco de passar as férias dentro de um carro.Tá avisado!

Imagens- Arquivo pessoal

Anúncios

6 pensamentos sobre “Diário de Bordo: Los Angeles, USA

  1. Pingback: Diário de Bordo: Los Angeles, USA- Hollywood e a calçada da fama- Parte 3 – Ice Paradise: dois

  2. Pingback: Diário de Bordo: Los Angeles-USA:Praia de Santa Mônica, Parte 4 – Ice Paradise: dois

  3. Pingback: Diário de Bordo: São Francisco, USA- Primeiros momentos: hospedagem e arquitetura- Parte 5 – Ice Paradise: dois

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s