Precisamos falar sobre Ezra Miller

Já estou em casa. Cheguei em Oslo por volta da meia-noite de hoje e só cai no sono às 2h da madruga.Foda foi acordar às 7h com as meninas super saltitantes e enérgicas. Como conseguem? Só sei que passei o dia me arrastando pela casa, acordada porque era o jeito. Netflix salvou a pátria por algum tempo, minhas filhas adoram os filmes da Barbie. Já eu, me agarrei com o Youtube e por lá assisti o famoso “Precisamos falar sobre o Kevin“. 
O filme me deixou agoniada pela forma como o enredo foi mostrado, os flash back o tempo todo, a coisa não fluia.Tirando esse pequeno grande detalhe, achei muito fodástico porque aquela é a realidade da maternidade. Não quero generalizar, pera lá. Apenas dizer que mesmo tendo condições favoráveis para cuidar de um bebê, chega uma hora que cansa e se a mãe não tem uma ajuda, pode cair em uma deprê é rapidinho. O caso mostrado é ainda pior porque a criança é problemática demais, um verdadeiro fardo para a mãe. Porém, não é disso que quero falar. É do ator Ezra Miller…


Monte de suspiros!
Engraçado que ele não faz o meu tipo, tem uma beleza delicada e perfeitinha demais ( eu curto gordinhos exóticos, rsrs), mas chamou minha atenção e eu só precisava postar aqui. Mais um de meus homens, rs! E nem vem que eu vi primeiro.
Imagens- Reprodução

Anúncios

Diário de Bordo: Férias de Inverno na Espanha-Valência

Eu tenho um carinho especial por Valência. Quando criança, ainda nas aulas de inglês, traduzi um texto interessantíssimo sobre a cidade e o festival de Fallas. Me encantei com a descrição daquela festa de um tal modo que aquilo ficou na minha cabeça e o desejo de visitar o local nunca me abandonou. Quando decidimos passear em Benidorm, uma inquietude tomou conta de mim. Eu precisava visitar aquela cidadezinha que havia conhecido nos livros e agora estava à 1h20 de distância!!! E não deu outra, lá fomos nós realizar mais um sonho.

A Catedral de Valência

Espia lá o tourão em tudo⤵️

Não deu tempo de fazer muita coisa porque sabe como é andar com criança, são 3 passos e “tô com sede/fome”, “quero ir ao banheiro” e “quero brincar”, rs. Mas conhecemos 3 atrações turísticas, provei comidas típicas e senti o ritmo de cidade grande e cheia de programas culturais, muito diferente de Benidorm.

Experiência gastronômica: a bebida laranja se chama “água de Valência” e é nada menos que espumante e suco de laranja.

Em seguida, a famosa paella e Orchata, uma bebidinha muito refrescante. Me lembrou o sabor do caldo de cana. E é claro que eu trouxe uma garrafa pra casa.

Minha garrafa de Orchata


Caminhada durante a siesta…



Laranjeiras por todos os lados…

E por fim, a loja de seda e a Cidade das artes e da ciência





Dois contrastes na mesma cidade.O talento dos idealizadores impressiona muito.
 Posso dizer que de toda a viagem, Valência foi o passeio que mais gostei.Ter um centrinho, arquitetura peculiar e atividades culturais realmente faz a diferença.Merece uma visita bem demorada. 


Imagens-Arquivo Pessoal

Diário de Bordo: Férias de Inverno na Espanha-Benidorm 3

Já mostrei o lado acessível e adaptado da cidade, né? Já falei que aqui é onde os idosos passam os melhores dias da vida, num já? Pois é, pois é, não poderia deixar de indicar também pra famílias com crianças. Aqui tem parques lindos, uma pena estarem fechado nesta época do ano. Nos sobrou visitar um Zoo básico (💤), mas até isso foi interessante desta vez. O Terra Natura divide o zoo por continentes. Cada um tem seus animais típicos, vegetação e decoração.

Tinha que ser na Espanha… esse clima caliente leva até as cobrinhas se agarrarem

As aves maravilhosas


Continente Asiático:

😱!!!! Não seria Espanha se não tivesse algo do tipo! ⬇️


Aliás, saca só os cartões postais daqui:


E a vontade que deu de enviar pras amiga tudo?rsrs

E pra fechar o programa com chave de ouro, eis o parquinho!


Reparem que a meninada lá tá toda agasalhada e minhas meninas, de pés no chão, para dizer o mínimo. A minha mais velha veio me falar que perguntaram o porquê que ela estava descalça num frio daquele.  Ahh se soubesse de onde a gente vem, rsrsrs…
Imagens-Arquivo pessoal

Diário de Bordo: Férias de Inverno na Espanha- Benidorm 2

Depois de muito bem acomodados e dos agitos em Guadalest, tiramos o dia para relaxar.Após uma caminhada de poucos minutos de nosso hotel, a tão esperada praia…

Mas não se engane. Apesar do sol e das minhas meninas usarem roupas leves, olha a realidade da coisa:


Toda empacotada sim porque não sou obrigada a passar frio. Uma vez nordestina, sempre nordestina, rs. A areia estava geladinha e a água, impossível por o pé. E isso é lá agum impedimento para fazer farra?

Cadeira a 4,50 euros, quem quer?

É muito gostoso observar as minhas meninas em seu mundinho lúdico. Entre areia e conchas marinhas disputadas como pepitas de ouro, tivemos uma manhã preguiçosa e aconchegante. 


Abaixo você vê a Benidorm da terceira idade. Aqui encontramos mais turistas que espanhóis, sem brincadeira! Uma cidade toda adaptada para o bem estar do idoso.



Empresa que aluga scooters e tricículos motorizado.

Espanha está de parabéns!👏🏼👏🏼👏🏼
Imagens-Arquivo pessoal

Diário de Bordo: Férias de Inverno na Espanha- Guadalest 

Antes de tudo, deixa explicar esse lance de Férias de Inverno ou a famosa “Vinterferie“. Eu não tenho certeza se já mencionei aqui, mas a criança em idade escolar tem várias “mini férias” ao longo do ano. Temos as férias de inverno, de 1 semana em fevereiro, 2 meses de férias de verão e 1 semana de férias de outono em novembro. A turma toda costuma viajar para as montanhas, esquiam e são muito felizes. Outros, preferem badalar no quentinho e enchem cidades turísticas como Mallorca, Gran Canária e Alicante. Eu pertencia ao grupo da terceira opção que é aguentar firme o invernão em casa porque trabalhava. Agora, nessa fase de estudante vida loka, dá pra fazer estripulias. Até porque uma passagem e hospedagem com preço amigo, besta seria eu se ficasse em casa sem nada para me prender. Cato as roupas, as crianças, o marido e vamos pro mundo!

O que eu não esperava era chegar doente. Uma gripe infeliz contraída em sala de aula só porque fiz a besteira de me sentar perto de uma sabichona gripada. Trabalhos em grupos foram realizados com sucesso, negócio foi levar de brinde a febre. Não dei atenção a todas as maravilhas da terra espanhola, o primeiro dia eu só fiz deitar e dormir. No segundo dia, agarrada com lencinhos mentolados, deu isso:


Guadalest é uma cidadezinha/aldeia bem bonita localizada nas proximidades de Benidorm. Tem museus, igreja, castelo, vendinhas, lanchonetes e restaurantes. Não deu para ver em detalhes porque aqui é um olho nas minhas filhas e outro nas atrações. Fotografias, só quando o pai tem atenção voltada para as duas. Mas eu acho que dá para ter uma idéia de quão linda a cidade é. Vale uma visita!
Imagens-Arquivo pessoal

Diário de Bordo:Férias de Inverno na Espanha- Benidorm

Eu queria ter concluído os diários de Estônia e da Finlândia, mas a vida anda corrida.E eis que estou na estrada de novo e gostaria de fazer postagens in loco para ver se assim consigo levar os relatos até o fim, da forma mais fiel possível.Que assim seja! Vou tentar.Os outros diários terão que esperar mais um pouco, vamos lá: eu vim parar na Espanha!!!! 

Cata só as primeiras imagens de lá…


Tudo é só montanha amarela! Uma paisagem muito interessante!

Estou hospedada em uma cidadezinha praiana chamada Benidorm.Ela fica entre Alicante( onde desembarquei) e Valência e vive apenas do turismo, de modo que não existe uma programação cultural muito forte. Aqui é mais praia, festa, bares, danceterias e um strip club a cada esquina. 

Também não posso esquecer os parques temáticos e zoológicos, tudo é muito bem pensado para atender as necessidades dos turistas. Se famílias, crianças e jovens festeiros são bem vindos e esperados, os idosos aposentados são os principais apreciadores, consumidores e, porque não dizer, moradores daqui. Ouço muito falar sobre os idosos que abandonam a escandinávia para terem uma qualidade de vida maior aqui na Espanha. Sol, praia, caminhadas, atividades física, boa alimentação, bares e todo o conforto que o dinheiro pode comprar fácil. Isso é que é vida, minha gente!

Céu azul, sol, palmeiras, comida, piscina e pãzinho de coração, preciso de mais nada.

Enquanto isso, na Noruega…


Colar de beijos, 💋💋💋💋💋!!!!

Pegadinha

Comemoramos o dia 14 no dia treze porque não curto clichê e dou uma de diferentona. Também porque tinha aula muito cedo e digamos que meu estado não é dos melhores depois de um dia agitado na facul. Ele me pegou a caminho de casa e já em nossa residência, me deparo com uma caixa da floricultura e um sorriso malicioso dele. Eu não havia encomendado flores e sabia que ele também não o tinha feito, já que eu de-tes-to receber ramalhetes. 



Pegue o dinheiro e compre de chocolate, de coxinha e de confeito xaxá,  mas não me venha com flores, pufavô!


Primeiro, é porque não tenho onde colocar. No momento tenho cerca de 4 jarros que juntam poeira na minha pequena cozinha. Se vamos cozinhar, tiramos os jarros de cima da bancada perto do fogão e os colocamos em cima da mesa. Se vamos comer, tem que tirar da mesa e colocar no chão e assim vamos trocando eternamente de lugar. Saco! Segundo, morro de preguiça de cuidar. Por mim, me livraria de todas, mas ninguém quer adotar planta feia.

Dito isso, acho que dá para compreender a minha tensão.Até porque a medida que ele me olhava como se suspeitasse de uma loucura de amor, eu me agoniava ainda mais, afinal, meu boy magia recebendo flores no dia dos namorados e elas não foram enviadas por mim? Como assim?WTF!

Ele abriu a caixa cuidadosamente, tirou as tulipas alaranjadas de um embrulho e a primeira vista nem sinal de um cartão. 

Só depois de muito procurarmos é que me aparece um bilhete da empresa que ele trabalha parabenizando-o pelo seu aniversário que aconteceu semanas atrás. É mole?Uma verdadeira pegadinha de dia dos namorados!


O tipo de coisa que só acontece comigo mesmo…

Imagens-Reprodução

Os 50 tons 

Estou recebendo visitas brasileiras e a vida está de pernas pro ar.Só passeios turísticos e aquele lance de fazer com que meus convidados se sintam no Ice Paradise. É pra fazer jus ao 1kg de chocolate branco que eles me trouxeram, olha só…



Ontem foram embora logo 5 de uma vez. 

Cada um tem sua forma de ter prazer, não é verdade? Em uma sala de cinema na cidade de Fredrikstad, por exemplo, após uma sessão dos Cinquenta Tons Mais Escuros, pepinos foram encontrados no chão:


Encontrados na sala 3 depois da sessão das 23 horas de Cinquenta Tons Mais Escuros. Entre em contato se você quer tê-los de volta.”

Notícia daqui.

Ao menos eles ainda estavam plastificados, rsrs!
E ai, vai uma saladinha?

Imagem-1.Arquivo pessoal;2.Reprodução.

Inverno de Mentirinha

Este ano estamos tendo um inverno atípico. A temperatura rigorosa que normalmente fica em torno de -15/-20 graus, no último mês variou entre 1 e -2 ou -6 em seu dia mais frio. Dos quase 11 anos que aqui resido, nunca tinha experimentado passar o mês de janeiro sem neve ou um dia de dezembro com 7 graus.O fato virou até notícia por aqui, para desespero dos nativos.

Não vou dizer que acho ruim, mas reconheço que  a neve fez falta. Era assustador e meio desesperador tamanha escuridão por tanto tempo. Aparece um desânimo perigoso, uma sonolência, apatia e cansaço sem fim, dificultando ainda mais a vida na terra do gelo. 

Inverno de mentira


Se o sol faz falta, a neve, por incrível que pareça, também é um aspecto importante para que possamos enfrentar o inverno.Apesar de todas as dificuldades no caminhar e dirigir nos dias caóticos de nevasca extrema, um dos pontos positivo é a claridade. Olhar a noite com neve é uma experiência espetacular, tudo fica visível e menos deprimente. Além disso, existe o fator diversão, as brincadeiras, esportes e tradições relacionadas. É por isso que, quando ela finalmente chega, começa a festa:



Só nos resta saber se ela veio para ficar.Será?
Imagens- Arquivo pessoal